segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Days 118 to 133

(falta o post de Melbourne but anyway..)

After our short trip to Melbourne we got back to real life. Exams! 2 weeks to go.. and we’re off to South East Asia!
O mais engraçado é que mal chegámos o tempo ficou péssimo. Ou seja, quinta, sexta, sabádo e até domingo deu chuva! Não daquelas cargas a que nos habituámos mas ainda assim.. chuva nunca é agradável!
Quinta foi uma espécie de “reencontro” no Mint, entre nós, Ines, Alex..almoçamos e pusemos a conversa em dia, tudo assim muito rápido porque isto agora é epoca de exames e tá tudo muito ocupado ahah! Ah! Escusado será dizer o almoço foi o habitual, sushi! Pode-se dizer que quinta foi um dia de estudo intensivo..à noite reláxamos, cada um a sua maneira, a Joana foi jantar e “sair” com o seu velho amigo Sebastien (aquele que eu não sabia pronunciar o nome..), a cumplicidade é transparente e mútua mas a Joana continua a negá-lo ahaha!! Anyway acho que foi uma noite engraçada para eles os dois. Eu reencontrei o meu também velho amigo Ron para bater mais uma futebolada. Entretanto comecei-lhe a contar da viagem asiática e ele muito rápido interrompeu-me logo para me dizer “When are you going to be in Singapore? Wanna go out to the best club in Singapore? Got a friend there..that owns Zouk!”, parece que tamos na guest para dia 21 de Novembro (com direito a Benny Benassi ao vivo!), sortuda da Joana em ser minha amiga..!
Sexta tinhamos scheduled uma futebolada outdoor num dos Oval’s (relvado) com o Pedro Vozone (tuga que esta ca) mais a malta da universidade, acabou por ser meio fiasco porque no fim so eramos 8, não deu para fazer o tal 7 pa 7 que antecipavamos. Mas ainda assim deu pa curtir. A noite seguimos viagem (e que viagem, quase uma hora a pe) para casa das Italianas, actually “da Italiana”, da Elenna! Big party por o semestre ter acabado bla bla bla.. Tudo de “togas” (90% tava de lencois ahah) porque era o tema da festa, bem giro! Houve direito a bolo de chocolate, banana & chocolate no barbecue, copos e mais copos, musica e muita chuva! Not bad at all!
No sabado e domingo nada de mais, ficámos por casa a estudar ou a tentar estudar. Ah é verdade, sabado à tarde fui a Menai (casa do Sutherland Shire Futsal Association – minha equipa) onde carimbámos a segunda vitória consecutiva vs UTS Barcelona. A malta tá a começar a jogar melhor, já nos começamos a conhecer e tal, pelo que as vitórias começam a aparecer! A Joana entretanto foi beber um copo com o boy número 2, Robert, (que segundo ela é o número 1 porque o Sebastien não entra para essas contas dos “boys”..) e alongou-se noite dentro.
Nova semana mas nem por isso novas ocupações para nós..apenas nos limitámos a dar continuidade ao estudo que temos vindo a desenvolver nos últimos tempos (sempre mais a Joana do que eu, mas ainda assim..estou a tentar). Ela é tão disciplinada que fica difícil..
Quase todas as pausas que vamos fazendo acabam por ter um só sentido: Parma! Cafézadas, hot chocolates, lanches, almoços.. sei la, acabamos sempre lá! Tasse a tornar a nossa segunda casa. No meio deste tédio todo há uma coisa de interesse para contar, a nossa noite de terça..Barbecue em casa da Deborah! A cena do barbie (aussie slang aha) tava estragada portanto acabamos por fazer as salsichas na frigideira, e misturámos la com umas batatas com queijo que a Elenna (italiana) tinha trazido. Not bad! Fair play as Billie would say (aussie friend, Nish’s housemate). Foi uma noite engraçada que acabou por acabar cedo porque a malta tá toda em exames, mas ainda deu para descomprimir beber uns copos e bater um papo com o resto das pessoas. Voltamos com o Billie e com o seu mini skate que é um abuso, sem palavras, e com a coroa que a Deborah me fez (estilo Julio Cesar!) ehee.
Sobre quarta só uma coisa a referir, a ida da Joana ao jazz, se bem que afinal chegaram só a meio e já não apanharam grande coisa. Isto porque foram jantar a um restaurante Vietnamese in Newtown que deu pó tarde (porque as italianas, Elenna e Giulia tinham ido surfar o dia todo e então atrasaram-se..). Anyway acho que valeu minimamente a pena a ida ao Jazz porque as italianas curtiram bué do pouco que viram! Next Monday I’m joining the girls for that, e a Rita (tuga que ta de Erasmus na Singapura, mas veio agora passar uns dias a Sydney) também deve acompanhar-nos. Com direito a jantareco antes que é para não irmos para o jazz de barriga vazia!
Quinta mais estudo com direito a dois episódios que merecem a presença neste mais que estimado blog. Primeiro as 12h15 hora local o almoço que marca a nossa despedida da Deborah, porque ela vai para Perth e só volta depois de nós irmos embora (as italianas também não a vão ver mais portanto fizeram umas danças como espécie de dedicatória, muito engracado ahaha!). A noite fomos com o Billie jantar a um Thai qualquer a Newtown (não me lembro do nome porque são tantos..), depois disso fui futebol e a Joana foi ter com o Robert. A seguir ao futebol tinhamos combinado ir para casa do Billie (onde vive tambem o Nish) beber copos e jogar monopoly, e assim foi! Mais uma noite para mais tarde recordar com a presença da Alex!
Sábado a seguir ao jogo habitual em Menai (casa do Sutherland), ny the way empatámos 4-4, acabei por ir com o Sérgio, um zuca da minha equipa, para Cronulla (small town 30K’s south from Sydney) beber umas birras. Acabámos no Northies, “Deck” lá do sítio (mas que é fechado estilo discoteca, mas que continua a ser um bar) a jogar snooker e ouvir música ao vivo. Muito bom ambiente mesmo, muita gente (para uma little town as Cronulla) e muita pegação para o Sérgio aha! (os brasileiros não perdoam!). Deitámo-nos lá para as 3 com o Sérgio a ter de acordar as 6 e 30 para ir trabalhar!
Voltei para casa e depois de uma sesta para compensar o não sono da noite anterior, agarrei-me aos livros a par da Joana, uma vez que segunda tínhamos Industrial! Tão empenhado, tão empenhado que só parei as 5am =)
Segunda acordámos e fomos fazer o tal exame, que nos correu bem aos dois by the way. Depois disso fomos fazer umas últimas compras e seguimos para a Central. Jantámos assim muito rápido, porque o intuito de ir à Central era a Joana levar-me pela primeira vez ao Jazz! Muito bom mesmo! Billie, Rita (que veio da Singapura visitar Sydney), Alex, Becky, Giulia, Elena, Ossian, Mateo entre outros fizeram-nos companhia! Brutal mesmo! Valeu muito a pena. Pena ter tido futebol ao longo do semestre e não poder ter ido mais vezes but anyway, it was good!
Sobre terça só dizer que fui até Cronulla na expectativa de surfar Shark Island again mas o mar voltou a desiludir! Isto porque segunda tinha tado muito bom por lá, mas com exame a meio da tarde não deu mesmo para lá ir, e terça era suposto manter mas nada! Valeu a viagem. Ainda surfamos com o Billie um bocado, mas foi mais molhar a prancha que outra coisa!
Quarta e quinta foram dias de estudo intensivo isto porque a Joana tinha Development quinta e depois na sexta Competition (os dois)! Ainda assim, quarta a Joana ainda foi ao Jazz despesdir-se de vez.. e eu tambem numa onda de despedidas fui treinar a Sutherland para me despedir da malta do futsal! Emoções fortes portanto ahaa. Quinta foi a vez de me ir despedir do Ron, futebolada a noite tambem, o tal que nos arranjou guest para a melhor discoteca da Singapura segundo ele. E ainda dei um saltinho em casa da Maria (espanhola) onde de resto estava toda a malta, Nish, Ed, Billie, Ursula, Maria, etc.. A Joana não me acompanhou, ficou a fazer uma pseudo revisão para o teste de amanha de manha!
Sexta foi exame de manhazinha e depois alta stress para pakcar tudo e arrancar para a Asia! Como tivemos de “largar” a nossa casa ainda tivemos de ir deixar cenas a casa da Ines, tipo portateis, roupa, livros e tudo o resto para ir para a Asia leves!
E agora esperam-nos 30 dias quase de Singapura, Bali (Indonésia), Tailândia (Bangkok e Koh Samui), Hanoi (Vietname), Luang Prabang (Laos) e Cambodja! See you guys, it was a pleasure

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Kiwi pictures

Finalmente aqui estão as tão prometidas fotografias da Nova Zelândia. Desculpem o atraso, mas só agora é que a internet do indiano voltou a funcionar e deu para "upload" as pictures! Hope you like it!

A vista do nosso passeio à procura de focas.













Finalmente as ditas focas!



E o momento alto do dia: o nosso encontro com o Ma'a Nonu!

Ao fim da tarde fomos ao tal Sanctuary de que vos falámos.



Depois fomos ao Embassy Theatre. Achei as casas de banho giríssimas e não podia não tirar umas fotografias!



Encontrámos então o nosso restaurante preferido em Wellington, que tem uma decoração bem original!


Dia seguinte: Old St. Paul's

O parlamento.

Com os nossos "hosts" fomos ver a vista sobre Wellington do Mount Victoria.





Os famosos cable cars, parecidos com os nossos elevadores.

A fantástica vista do terrasso da casa dos nossos hosts!



Fomos dar uma passeio pela praia. Pena o frio e o vento...

Done!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Days 107 to 113

Domingo não se passou nada de mais também em parte porque chegámos a casa tarde na noite anterior (at Becky’s for a couple drinks). Basicamente foi dia de descansar/repor forças e limpar o sistema de três noitadas seguidas.

No dia a seguir, segunda-feira, entrávamos na última semana de aulas (at last!!) e entravámos também na semana de todas as decisões no que diz respeito aos “Lads” (equipa que formei com os bifes, Ed and Nish, e mais uns exchange afim de conquistar a prestigiada competição de futsal de nome “Lunchtime Social Sport”, que se disputa à hora de almoço). Depois de termos ganho o nosso Grupo (B) tinhamos pela frente as equipas que se classificaram nas posições cimeiras do Grupo A (e isto só diz respeito a jogos disputados à segunda, porque depois ainda há os vencedores dos outros dias da semana. É como se cada dia fosse um campeonato diferente). Feitas as contas segunda à noite, 2 jogos (meia final e final), 2 exibições qb, 2 vitórias e o passaporte carimbado para a fase final a disputar na sexta seguinte. E assim fomos considerados a melhor equipa de segunda-feira com direito a disputar o título final against the winners from the other days. Enquanto se viviam emoções fortes no Sports and Aquatic Center a Joana almoçava no Parma (restaurante italiano com pizzas óptimas que abriu à relativamente pouco tempo on campus) acompanhada da Ines. A seguir ao jogo segui para a lecture de IBUS (segunda aparição ao longo do longo semestre) porque hoje era dia de quizz. Desta feita não se espera uma nota tão satisfatória como no passado uma vez que as chinesas fizeram uma performance uns furos abaixo do habitual. Anyway..!

À tarde a Joana ainda deu um saltinho a Newtown porque ficou com saudades da Ines. Acabaram por tomar aquela cafézada habitual numa cofee shop qualquer e assim também tiveram tempo falar de coisas de raparigas for a while. Eu fiquei por casa a trabalhar na preparação (psicológica) para o derby de logo à noite contra o Nish. Latin Blast (eu, os chinelos Alex e Izzy e o Osmar – zuca) vs Homeboys (equipa por quem jogo às quintas mas de quem sou adversário as segundas, o Nish é a estrela da companhia by the way) que são velhos rivais, há uns bons 5 anos pelo menos. Mais uma final nessa mesma noite para decidir o campeão da Sydney Uni Futsal Comp(etition) played on Mondays!

No final do jogo todos os adeptos voltaram para respectivas casas conscientes que os Latin Blast no seu jogo de despedida (parece que vamos parar por uma época) não espalharam a habitual magia, também muito por culpa do futebol feio – partir pernas – praticado pelos Homeboys (maioria dos jogadores são provinientes from the U.K., so you can tell they are pretty harsh when it comes down to footy!) mas ainda assim asseguraram os 3 pontos e mais um título para o já extenso palmarés do “clube”! Um pobre 2-1 foi o resultado final.

Terça-feira não era um dia menos importante que o dia anterior mas desta feita por academic purposes. Eu tinha a minha apresentação de IBUS a propósito da Lining (marca de desporto original da China que decidimos escolher para trazer para o mercado aussie). Posso dizer que a apresentação não correu mal de todo, bastante razoável in fact, e o professor gostou também (ingredientes necessários para achieve uma boa nota!).

À noite fomos finalmente conhecer os nossos maiores amigos virtuais desde que tamos em Sydney, o Pedro Vozone e a Mariana (Lorena) Vozone! Também marcaram presença neste “encontro” a Leo e o Bruschy mais um casal tuga em terras australianas. Fomos a Kings Cross ao Mad Pizzas, sugestão (bastante boa by the way) da Mariana! Muito bom mesmo. No meio de gargalhadas e fatias de pizza viemos a “descobrir”/confirmar o quão pequeno Lisboa, e o mundo em geral, são! Muitos amigos comuns e histórias do passado em que nos cruzámos..

1º O Pedro foi meu instrutor de vela naqueles cursos de Verão proporcionados pelo Clube Naval de Cascais.

2º A Mariana é irmã do (Sebastião) Lorena, velho conhecido dos Salesianos do Estoril, e é prima do Henrique Fino, conhecido da Joana também.

E não nos ficámos por aqui, também arranjámos relações com a Leo e o Bruschy.

Ficam aqui algumas fotografias do jantar no Mad Pizzas,







AH! É verdade..o Tiago também nos acompanhou. Para quem não se lembra ele é o tuga do original do Porto que foi estudar para Aveiro e tá cá agora a fazer um mestrado.

Quarta esperávamos por outro grande acontecimento que nos tava prometido desde da segunda semana de aulas, mas que para grande pena nossa acabou por não tomar lugar..! A Alex nossa amiga de Frankfurt (professora assistente na Manheim) que está cá a acabar a tese de doutoramento prometeu-nos uma dança em frente da aula toda de Industrial Organisation (na última aula do semestre), tipo lá à frente da turma “em cima do estrado” (não existe estrado mas vocês percebem a ideia), só porque ela fancy o professor e então achou por bem prometer a tal dança. No entanto, apesar da promessa tar feita long time ago, a Alex não foi para à frente com o plano por vergonha e também porque teve de sair antes do fim da aula para preparar uma apresentação. Anyway valeu pela ideia ahaha (ela é completamente crazy!!! So funny). A seguir às aulas eu fui treinar a Sutherland enquanto que a Joana foi até Bondi para dar explicações ao boy francês (a última explicação by the way, que agora temos de estudar para os exames).

Quinta acaba por ter de ser referido neste post apesar de não ter sido um dia de emoções fortes. Simplesmente foi o nosso último dia de aulas e a consequente despedida do Don Wright (melhor professor by miles no nosso exchange em Sydney) e das aulas de Competition and Strategy. É verdade ainda sugerimos que ele viesse para Lisboa dar aulas para a FEUNL, através daquelas folhas de avaliação dos professores, típicas de fim de semestre.

Friday acordámos cedo para ir tomar a penúltima dose de vacinas mas para nosso grande azar, todo o esforço matinal foi feito em vão. O stock de vacinas acabou pelo que tivemos de voltar à Broadway as 17h.

No entretanto hoje era o dia da grande final do Lunchtime Social Sport (prize money de 240AUD). Os Lads tiveram a altura nas meias, e acabaram por levar de vencidos os adversários asiáticos. Mas na final acabámos por sucumbir frente à equipa da organização (que não era melhor que a nossa) num jogo em que tivemos “o pássaro na mão” mas deixámo-lo fugir quando não matámos o jogo na primeira parte e deixámos tudo em aberto para a segunda metade. Não merecíamos ter ganho por não quissemos o suficiente, pelo menos não tanto como eles. Ainda assim fomos considerados pela plateia como a equipa do torneio que mais futebol espectáculo proporcionou. Como nota de rodapé fica uma má arbitragem por parte da juíza do encontro que não dignificou o mesmo espectáculo de que falo, por ter tido mão leve em muitos lances considerados mais rijinhos.

Logo a seguir ao jogo o episódio mais parvo de toda a história. Amanhã, sábado, vamos para Melbourne e como não temos impressora em casa tivemos de ir ao Copy Centre da Universidade, para imprimir os tickets de avião. Não é que ficámos lá uma hora para imprimir duas folhas?! Absolutamente ridículo.. mas com chineses a trabalhar lá também, não há nada a fazer.

À noite, e para afogar mágoas, acabámos por ir jantar a Newtown com a Ines! Sushi! A seguir arrancámos para a SUV (Sydney University Village), onde a Ines vive, porque tava a haver lá uma party de halloween. Nada de mais actually. Acábamos por voltar para casa cedo!

Sábado tínhamos partida marcada para Melbourne as 10pm. Portanto o dia servir mesmo só para pack some stuff, arrumar quartos, comer restos, lavar roupa, estudar um bocado e arrancar para o aeroporto.

Claro que os turistas foram para Melbourne com a JetStar (por ser mais barato) e sem nos apercebemos fomos parar a Avalon (aeroporto a 1 hora de Melbourne). Mas no fim tudo acabou tranquilo, apanhámos um shuttle e voilá!

sábado, 14 de novembro de 2009

Days 97 to 106 - 2 quintas + 2 sextas + 2 sábados = 6 noites

Apesar deste post cobrir quase 10 dias, só vos vou escrever sobre 6 noites. É que depois de termos tido os últimos testes e trabalhos para entregar tivemos durante estas duas semanas mais tempo para algumas noites engraçadas.


Noite 1: Oktoberfest at UNSW + Houseparty at Ursula’s

Quinta às 5 da tarde começou a nossa maratona. Fomos, eu, o Nikitas, a Déborah e a Marie, em direcção à Unviersity of New South Wales para irmos à Oktoberfest que eles organizam todos os anos e que tem fama de ser mega festa. Pois, e de facto era mega, sobretudo em quantidade de gente! É que quando lá chegámos estava uma fila para entrar gigante mesmo, íamos ficar para aí 3 horas na fila. Estava mesmo impossível... Elas lá encontraram uns franceses que conheciam na metade da frente da fila e nós infiltrámo-nos lá. Mesmo assim ainda ficámos para aí uma hora à espera. Depois de entrarmos, a confusão continuou! Aquilo estava ao barrote. O recinto até era grande e tinha vários “palcos” com música diferente. Mas mesmo assim estava tudo um caos. Cada vez que queríamos pedir qualquer coisa para beber tínhamos que esperar imenso... Lá bebemos a couple of beers, ou não estivessemos nós na Oktoberfest, mas resolvemos irmo-nos embora não muito tarde. A Ursula estava a dar uma houseparty e foi para lá que nos dirigimos, onde entretanto se juntou a nós o Robert (um aussie da UNSW que conheci graças ao Constant). Grande festa lá em casa, cheia de exchange students! Acabámos por ficar lá até ao fim. Às 2h, do nada, a festa morreu...


Noite 2: BBQ at Tiago’s

Sexta era a vez do Tiago fazer um BBQ em casa dele. A casa dele é brutal! Grande casa mesmo, com um jardim, mesmo giro! Só é pena ser um bocado longe da faculdade, pelo menos para nós que somos muito preguiçosos neste aspecto em relação aos australianos. Levámos umas salsichas, as usual, e lá ficámos a conversar com uma brasileira e uma colombiana que lá estavam. Bem, às tantas juntou-se um alemão à conversa e só me apetecia dar-lhe um estalo de tão inculto que ele era. É que ele achava que o Fidel era presidente da Colombia! A sério... Não há paciência! Entretanto eu, o Nikitas e o Tiago tivemos uma conversa bastante engraçada sobre como é que as coisas se passam quando conheces uma pessoa do sexo oposto. Só que entretanto começámos a divagar e claro que não chegámos a conclusão nenhuma... Acho que é uma conversa para um dia continuarmos! Com preguiça para andar kilómetros até casa eu resolvi oferecer um táxi ao Nikitas e lá fomos nós para casa.


Noite 3: BBQ at Becky’s

Sábado foi a vez de conhecermos a casa da Becky, que é outra que vive num grande casarão! Tema da festa: Halloween from the neck up. Ou seja, eu chego lá e está tudo com a cara pintada de alguma coisa, supostamente relacionada com Halloween. Claro que a Alex achou logo que eu não podia ficar sem nada e resolveu pintar-me a cara de Frankenstein! Acho que ela até tem talento para pintar caras, ficou engraçado! Sim, entretanto a Alex estava pintada de vampira, com “Edward Cullum Sucks!” escrito no pescoço. Salsichas, mais um vez, jolas... O costume. Às tantas fomos nos reabastecer a uma bottle shop e as pessoas na rua deviam achar que nós eramos todos malucos, todos pintados uma semana antes do Halloween! Depois fomos jogar à macaca. Sim, aquilo que havia na escola! É que pelos vistos no Canadá joga-se a isso a copos. A Becky tinha desenhado “macacas” na rua, em frente a casa dela. Foi engraçado, mas acabou por não atrair muitos fãs... Entretanto o Nikitas chegou e convenceu-nos a jogar rings. O objectivo dele a noite inteira foi “perseguir” as italianas, que ficaram apelidadas como soft italians! E foi assim que acabou esta noite.















Noite 4: Houseparty at Nish’s

Passamos agora para quinta da semana seguinte. Foi a vez do Nish fazer uma festa em casa dele, que é na mesma rua da Ursula. Mais uma vez chegámos lá e são os mesmos exchange students de sempre que lá estão. Entretanto conhecemos nesta festa a Janine, uma alemã amiga do Uli e que está em exchange em Melbourne, o que nos deu imenso jeito porque uma semana depois íamos para lá! Mas acho que o episódio mais engraçado da noite foi o Nish ter deixado as chaves dentro do quarto e ter trancado o quarto! Ficámos por lá por casa até chegar a “polícia do campus”, chamada pelos vizinhos por causa do barulho, e de termos todos que ir embora. Ainda fomos para um pub na King St um bocado onde o Nikitas ainda esteve a jogar snooker. Mas depois voltámos logo para casa.


Noite 5: Anos do Nicolas

Sexta o Nicolas fazia uma festa de anos na residência dele, a residência da University of Technology of Sydney. Nós fomos para lá com a Becky e a Alex, e quando chegámos as únicas pessoas que conhecíamos eram a Déborah e a Inès, para além do aniversariante. Não se fez grande coisa durante esta noite... A coisa melhor foi que o Nicolas tinha feito para aí 3 bolos de chocolate óptimos! E nós discretamente roubámos um e ficámos a comê-lo na cozinha! Eles depois eram para ir sair mas nós ainda estávamos um bocado cansados da noite anterior por isso resolvemos ir para casa não muito tarde, isto depois de mais uma vez o Nikitas ter estado a jogar snooker. O problema é que ele varre toda a gente porque ninguém sabe jogar nada de jeito...


Noite 6: Anos de um francês desconhecido

O Nikitas acabou por ficar em casa esta noite. Mas eu, a Inès e a Déborah fomos aos anos de um francês que elas tinham conhecido na noite anterior em casa do Nicolas e que aparentemente era super simpático. Ele até podia ser simpático, mas a festa é que não foi muito simpática. É que nós chegámos lá e não conhecíamos ninguém, e para além disso estava lá um gajo insuportável que não nos largava. E para piorar as coisas começou a chover a potes! Pois, este tempo em Sydney é a coisa mais imprevisível que se possa imaginar... Portanto nós resolvemos irmo-nos embora, só que estava a chover mesmo imenso. Resumindo: cheguei a casa ensopada! Elas ainda foram para casa do Nicolas ver um filme, mas eu não estava para andar mais à chuva e estava a morrer de sono...

Et voilà, aqui fica um resumo destas 6 noites!

sábado, 31 de outubro de 2009

Days 87 up to 96

Depois da viagem curta a Nova Zelandia voltamos para as aulas para nosso grande desagrado!
Menos mal que segunda feira nao ha aulas para ninguem! “Mais mal” que na terça havia teste de competition portanto segunda era dia de estudo. Tivemos o dia todo de volta dos slides das aulas e dos workshops a ver se nao nos escapava nada no dia a seguir.
Terça o teste era as 6pm portanto ainda tinhamos um bom bocado para rever algumas coisas. Como “começa a ser habitual” fomos almoçar ao sitio do sushi (Mint) com a Alex, Ines, Becky e o Andrew (salvo erro), tivemos la um bocado mas depois voltamos para casa para dar uma ultima revisao antes do second midterm de Competition. It turns out que o teste nao era tao facil como o primeiro e pelo menos a mim nao me correu nada bem. Isso de “nao correr nada bem” nao existe para a Joana portanto ela deve sacar uma boa nota again. Eu fico entregue a Deus ou seja a quem for. De seguida arrancamos em direcçao ao Bilo (supermarket) para comprar mantimentos ums vez que tivemos fora uma semana e a nossa situacao tava meio insustentavel em termos de comidas. Viemos muito rapido a casa despejar as compras, arrumar as cenas nos sitios devidos e saimos de casa porque hoje era dia de jantar TUGA em Petersham, bairro “portugues” (madeirense melhor dizendo) de Sydney!
A Alex acompanhou-nos na nossa aventura ate Petersham. It turns out que o “Pescador”, restaurante onde supostamente iamos, tava fechado. Assim sendo arriscamos noutro restaurante tuga (menus em portugues e tudo!!) que estava aberto.
Pedimos um polvo grelhado (gigante) de entrada e um caldo verde para a Alex poder experimentar um bocadinho de tudo.. Depois de mains pedimos uma espetada madeirense, um bacalhau a bras e um bacalhau cozido. Tava tudo optimo! O unico stress e que vieram doses industriais por isso ficamos mais que cheios! AH! E bebemos agua do Luso! Ehehe





Ainda pedimos as habituais sobremesas tugas, leite creme (que nao era bem leite creme, mais parecia pudim, mas afinal sabia a leite creme, confusao..), mousse de chocolate e uma portuguese tart (pastel de nata lol). Bem bom voltar as origens por momentos apesar de ter saido carote.
Depois de uma dose daquelas ninguem tava muito numa de ir dormir, portanto trouxemos a Alex de volta para nossa casa para bater uma cartada e beber uns copos. Foi uma noite bem engracada que se alongou noite dentro com episodios para mais tarde recordar. Ficam algumas fotografias






Quarta era dia de aulas portanto nao ha ca ficar na cama a preguicar por causa da noite anterior. Rise and shine! Levantamo-nos para ir a Industrial Organisation. Depois da aula fomos ate Newtown matar saudades de Thai. O tal dos 6 dolares por um pratalhao de comida. Soube bem para por a noite de ontem definitivamente para tras. Ja que estavamos em Newtown aproveitamos para alguar dois movies. O classico Man in Fire and 21 (que mistura MIT Students e Blackjack).
Quinta consegui levar a Joana a ver um jogo meu finalmente. Ela que achava futsal uma seca passou a adorar (pronto.. talvez nao tenha adorado, mas gostou). She had a good time, so not bad. Claro que o facto de termos pregado uma tareia nos outros ajudou e muito a convencer a Joana que teria de voltar a repetir a experiencia. A noite vimos o Man in Fire. De resto o filme ganhou mais um fa incondicional, como ja seria de esperar. A Joana adorou!
Sexta de manha tinhamos consulta marcada na Broadway a proposito das vacinas e cenas que vamos ter de tomar por causa da nossa big trip pela Asia. Ficamos a saber que precisamos de tomar uma data de coisas mas tambem que depende muito de sitio para sitio, por isso vamos ter de, somehow, planear minimamente por onde passar para poder tomar as vacinas/medication certas. Voltamos para casa para almocar e comecou a chover torrencialmente para nunca mais parar (1pm ate irmos dormir). Acabamos por ver o 21 ja que nao podiamos sair de casa, mais um filme que entrou nas boas gracas da Joana!
Sabado tive o meu primeiro jogo de Futsal a contar para a segunda divisao australiana. Perdemos 5-2 com uma equipa miseravel (nao era miseravel mas estava ao nosso alcance) e perdemos bem porque nao jogamos para ganhar. Parecemos uns perdidos dentro de campo ja para nao falar que faltavam-nos tres pecas fundamentais que nao marcaram presença em Emerton (casa dos Vikings, nosso adversario). Enquanto eu jogava em Emerton a Joana marcava presença noutro grande evento desportivo, o Australia vs Holanda em futebol. Finalmente um jogo de futebol! O jogo acabou por ser algo fraco e dessinteressante como de resto e comprovado pelo 0-0 final. Ficam algumas fotografias tambem





Depois do jogo a Joana ainda foi parar a uma festa de um Chinoca qualquer amigo de amigos ou la o que e, que fazia anos e achou por bem fechar um piso de uma discoteca para ele e para os convidados deles. A melhor parte: ainda brindou os convidados com 1200 dolares de consumo que ele ja tinha pago anteriormente.
Domingo eu fiquei por casa porque sabado a noite fiquei com febre, arrumei o quarto, lavei a roupa, etc..tava a ficar dificil de viver por aqui com tanta confusao. A Joana foi ate The Rocks comer pancakes ao sitio que tinhamos ido da outra vez e desta vez levou a Ines. Acho que a Ines tambem ficou fa!! Antes de voltar para casa ainda foi a uma loja com bastante potencial (segundo ela) comprar uma tshirt (bem louca!), meio arrastada pela Ines porque ela e queria comprar tshirts. Ah! E ainda foi visitar o Australian Museum onde acabou por encontrar os nossos amigos Zucas, antigos flatmates, Dani e Bia! A noite fomos todos ao cinema com a Deborah, o Nicholas, Constant e mais uma data de gente que nunca vi ver o UP em 3D, brutal! Muita giro o filme. Mais giro ainda para mim que nunca tinha ido ver nada em 3D, adorei!
Segunda feira entravamos na week 11 (2 to go) de aulas. Era suposto irmos a Broadway once more para tratarmos de vez das vacinas/medicacoes a proposito da viagem a Asia. Acabamos por nao ir porque cancelaram a consulta last minute por nao terem stock de vacinas. Nao sei porque acabamos por ficar em casa durante o dia. A noite fui jogar a bola com os Chilenos enquanto que a Joana marcou presença again na Crab Night. Mais uma grande noite segundo a Joana. Isto porque a seguir ao Crab Contest aquilo transforma-se numa discoteca, musica, copos, e tudo mais..
Terça marcamos presença nas habituais aulas e depois disso aconteceu um dos episodios mais engracados desde que ca estamos (talvez nao tenha sido assim tao engracado, mas deu para rir a grande! A Joana que o diga lol). Entao, passo a explicar.. eu ja andava ha algum tempo para cortar, entenda-se rapar, o cabelo uma vez que ja tava a ficar com um tamanho descontrolado. Antes de recorrer ao barbeiro ou seja o que for, perguntei se ninguem tinha uma maquina. O Nish, bife/indiano, disse que sim e emprestou-me a maquina dele. Sentei-me na cozinha e a Joana estreou-se no papel de cabeleireira. Para nosso grande azar a maquina tava estragada, nao cortava simplesmente..(ficava adiada a estreia da Joana). Ligamos de volta ao Nish a perguntar se era incompetencia nossa ou culpa da maquina ao que ele respondeu que tinha outra maquina em casa (entretanto ele vive a 5 minutos a pe da nossa casa) e que a que tinhamos estava de facto estragada.
Ja com a nova maquina dele de volta a nossa cozinha a Joana, envolta daquele nervoso miudinho, agarrou de novo na maquina e começou a fazer o que lhe competia. Double unlucky, talvez por ser dia 13, a nova maquina estava a compremeter de novo. Desta vez ja cortava, mas pouco para o que e normal.
Conclusao: a hora em que desistimos da maquina a Joana ja me tinha tirado a parte da frente toda! A Joana so gozava, nao conseguia parar de rir... para minha grande sorte havia um barbeiro on campus portanto la fui eu a correr para o barbeiro com o cabelo naquele estado. Toda a gente a olhar para mim como podem imaginar! Finalmente cheguei ao sitio, e so depois de uma grande gargalhada da senhora de la e que me safei. Cortaram-me o resto at last!
A noite tinhamos combinado ir jantar com os zucas porque dia 14, quarta, a Bia ia voltar para o Brazil, portanto era uma especie de jantar de despedida. Depois de horas a andarmos la a volta de Town Hall, de entrarmos e sairmos de restaurantes, encontramos o sitio ideal, o Sanctuary Hotel, 545 Kent Street (actually é o res-do-chao da Cozzytsay (3rd floor) – empresa que nos arranjou a casa com baratas – portanto recordacoes menos boas but anyway) onde nos sentamos todos e encomendamos steaks a 10 bucks, pretty cheap and good!! Foi uma noite engraçada entre zucas e sul americanos.. Demos um beijinho de boa viagem a Bia e voltamos para casa!
Pena nao termos pictures mas e que nao conseguimos encontra-los no facebook para lhes pedir..
Quarta nao se passou nada para alem das habituais aulas e ida a Sutherland, enquanto que a Joana ficou por Newtown a tomar um prolongado cafe com a Ines. Ah e ainda vimos um filme a noite, Something’s gotta Give. O Jack Nicholson e de chorar a rir! Muito bom!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Days 82 to 86 - Kiwi Land!

Durante o nosso mid-semester break, eu, o Nikitas e a nossa amiga Inès fomos uns dias à Nova Zelândia. Desde já peço-vos deculpa, caros leitores, por não pôr fotografias neste post mas o estúpido do indiano cortou-me a net e estou a usar uma daquelas pens com net mas é lentíssimo, ou seja, é impossível uploadar as nossas pictures. Depois talvez faça outro post só com elas.

Vamos lá à viagem! Como tínhamos um trabalho para entregar e um teste no dia do regresso às aulas resolvemos ir só 5 dias, de quarta a domingo. Quarta partimos ao fim da tarde rumo a Wellington. Ainda levámos umas coisas para estudar no avião porque sempre são 3 horas de vôo, mas bastou-nos entrar no avião da Air New Zealand para percebermos que estudar ali ia ser mentira! É que com ecrãs na parte de trás de cada cadeira e mil filmes à disposição não há estudo que resista! Por isso eu dediquei a minha viagem a ver o Frost Nixon. Não percebi metade do que eles diziam porque o som era péssimo, mas enfim...

Chegados a Wellington às 11 e tal da noite fomos direitinhos para o hostel que tínhamos marcado com a ajuda da Lisa. A Lisa é uma amiga da minha mãe que viveu em Lisboa mas que é da Nova Zelândia, e que nos ajudou imenso durante a viagem (já vão perceber porquê). Com as malas arrumadas, tínhamos pela frente a difícil tarefa de decidir o que íamos fazer no dia seguinte, já que não fazíamos a mínima idéia do que é que havia para fazer em Wellington! Depois de horas na net, a ler no guia e a falar com os senhores da recepção lá decidimos o nosso programinha para o dia seguinte. Entretanto já eram 2 e tal da manhã e nós estávamos a morrer de fome por isso acabámos a noite no Mac, claro!

Quinta de manhã fomos fazer um passeio a pé ao longo da costa até a um sítio onde há focas! Andámos horas e não foi fácil lá chegar. Com os pés encharcados de atravessar mini rios e cheios de areia de andar na praia lá chagámos ao dito local. Mil focas em cima das rochas! Entretanto eu achei que uma delas me ia atacar e fiquei cheia de medo! A sério, ela olhou para mim com um ar de má, com os dentes à mostra! Anyway... O nosso drama é que tínhamos que voltar para trás, mais umas 3 horas a andar, e já estávamos podres. Então acabámos por pedir boleia a uns gajos que estavam lá. Eles tinham um jeep com uma “caixa fechada” onde nós fomos os três. Foi melhor que uma montanha russa! Aquele caminho era mesmo agreste...

Quando estávamos à espera do autocarro de volta para Wellington aconteceu o ponto alto da nossa viagem. Não é que sai um senhor de uma carrinha e eu e o Nikitas ficamos a olhar para ele e viramo-nos um para o outro a dizer “Este gajo joga nos All Blacks!”. Fomos lá a correr e tirámos umas fotografias com ele. Eu fiquei excitadíssima!

Quando chegámos a Wellington já eram para aí 4 da tarde e acabámos por ficar num café a fazer horas porque íamos fazer um night tour pelo “Sanctuary” às 6. O Sanctuary é uma espécie de reserva natural em que estão a recriar a “natureza” que havia na Nova Zelândia antes de chegarem os europeus. Basicamente andámos por lá a passear com umas lanternas com luz encarnada para não assustar os animais. De vez em quando parávamos para ouvir um Kiwi (pássaro característico da NZ) e tentar vê-lo. E quase no fim da visita conseguimos ver um! São amorosos! Umas autênticas bolas de pelo que só andam pelo chão com um bico gigante à procura de comida.

À noite ainda queríamos ir ao Embassy Theatre, um cinema que foi restaurado e tem aquele look dos filmes dos anos 40, mas já não havia mais sessões. Valeu pela visita! Ainda fomos jantar a um restaurante bem bom antes de irmos quinar para o hostel.

Sexta estava reservado para visitar Wellington. Primeiro fomos deixar as nossas malas à estação do comboios porque à tarde íamo-nos embora da cidade. Depois andámos pelo centro a visitar a Old St. Paul’s cathedral, que é uma catedral toda em madeira, bastante antiga. E depois fizemos um tour no parlamento. Bem, é incrível a importância que eles dão à protecção contra os terramotos. Para aí um terço da visita foi a explicar-nos como é que o parlamento estava protegido contra terramotos!

À tarde fomos ao Te Papa Museum, o museu mais importante de Wellington. Foi giro mas sei lá, nada de especial. Depois foi só ir para a estação e apanhar o comboio.

Nós íamos para Paekakariki, uma terra sobre a praia que é a uns 40km a norte de Wellington. Íamos ficar em casa dos pais da Lisa. Foram impecáveis para nós! Mesmo! Tinha combinado com a Dorothy que ela nos ia buscar à estação e por pouco que nós não saíamos na estação errada! À noite não fizemos nada, só um grande jantar lá em casa! Entretanto a casa deles é brutal! A sala tem um terraço e depois desce-se tipo 5 degraus e está-se na praia! A vista é incrível!

No dia seguinte a Dorothy e o Philip queriam nos mostrar um pouco mais do que já à volta de Wellington. É que sem carro é um bocado complicado andar por aqueles sítios... Então aproveitámos para ir ao Mount Victoria onde se tem uma vista de 360º sobre a cidade! É mesmo pena não conseguir pôr aqui as fotografias... Depois de almoçarmos todos num restaurante ao pé do mar fomos para casa e nós fomos passear pela praia em frente à casa deles. Só que estava imenso frio e vento por isso acabámos por voltar para casa. Depois foi jantar, jogar às cartas e cama.

Domingo, nosso último dia na NZ apanhámos boleia com eles para Wellington porque eles tinham lá uma festa qualquer. Antes de irmos para o aeroporto ainda tivemos tempo para andar no cable car, que é uma espécie de elevador como os que há em Lisboa. Ainda pensámos em ir ao Botanic Garden, mas estava um frio de rachar, e quando começou a chover granizo desistimos mesmo da idéia.

No aeroporto ainda aconteceu um episódio engraçado. É que quando acabámos de fazer o check-in o senhor virou-se para nós e disse que agora tínhamos que ir a um balcão qualquer pagar um imposto de $25 para sairmos no país. Nós achámos mesmo que ele estava a gozar, tanto que a Inès se virou mesmo para ele “You’re joking, right?”. Mas não! Se não quiserem pagar $25 não têm remédio senão ficar na NZ forever... Depois ainda aproveitámos para esturrar os últimos New Zealand dollars no Duty Free antes de voltarmos para Sydney. Ah! E o último momento importante da viagem foi eu e a Inès termos visto o Love Actually no avião. Acho que já angareei uma nova fã!